De Futebol

Flamengo and Fluminense tied two all. Globo Esportes:” Com um gol de Trauco aos 49 minutos do segundo tempo, o Flamengo empatou por 2 a 2 com o Flamengo, neste domingo, no Maracanã, e deixou os tricolores com um gosto amargo depois de estar à frente do placar por duas vezes. O resultado deixa o Flu na nona posição com 11 pontos. Se vencesse, entraria na zona de classificação da Libertadores. O Fla está uma posição atrás, em 10°, também com 11 pontos. Wendel, Dourado, Diego e Traucos fizeram os gols da partida.

Na próxima quarta-feira, às 21h45, o Fluminense vai até a Ressacada, em Florianópolis, para enfrentar o Avaí. Na quinta-feira, às 21h, o Flamengo recebe a Chapecoense na Ilha do Urubu.

O Flamengo teve mais a iniciativa das ações e encontrava espaço, especialmente pelo lado direito da defesa do Flu, para criar as jogadas. Mas faltava o último passe. Vinícius Junior e Marcio Araújo tentaram, mas não finalizaram bem. A aposta tricolor era os contra-ataques em velocidade, e Wendel desde o início se apresentou como que mais ameaçava o Fla. Na primeira chance que teve, o volante aproveitou uma saída de bola errada do adversário, tabelou com Scarpa e chutou, mas Thiago fez boa defesa. Na segunda oportunidade dele não perdoou. Aos 36 minutos, a zaga do Fla parou, Scarpa deu ótimo passe e Wendel, de cara para o gol, pegou o próprio rebote de uma finalização na trave e mandou para a rede: 1 a 0.

Com Guerrero bem marcado e nervoso – fez seis faltas na primeira etapa -, o Fla tinha dificuldades para criar chances claras. Os rubro-negros reclamaram muito em um lance que Rodinei entrou na área e teve o braço puxado por Scarpa, mas o árbitro mandou o lance seguir.

O Fla voltou do vestiário com Berrío e Arão nos lugares de Vinicius Junior e Marcio Araújo, uma formação mais ofensiva. A pressão surtiu efeito, e aos nove minutos o Rubro-Negro empatou. Após lance confuso na área, Everton chutou, a bola voltou para Guerrero, que também finalizou. No rebote, Diego chutou rasteiro e marcou: 1 a 1. Os tricolores reclamaram que Everton estava impedido no momento do primeiro chute.

Os rubro-negros se animaram e não baixaram o ritmo. Everton pegou um rebote de Julio Cesar e, sem goleiro, mas também sem ângulo, não conseguiu fazer o gol. Berrío em linda jogada individual ficou de cara com o goleiro tricolor, mas perdeu a oportunidade clara. O Flu manteve a estratégia de explorar os contra-ataques e se deu bem mais uma vez a partir de um lançamento de Scarpa. Richarlison recebeu na frente e foi derrubado por Juan dentro da área. Henrique Dourado cobrou no canto direito do goleiro Thiago e colocou o time novamente à frente no placar: 2 a 1. Foi o oitavo do artilheiro isolado do Brasileiro.

O Fla fez nova pressão nos minutos finais, já com Conca em campo, e conseguiu impedir a derrota aos 49 minutos do segundo tempo. Trauco mandou uma bomba no canto esquerdo do goleiro Julio Cesar e decretou o empate no Fla-Flu: 2 a 2.

http://globoesporte.globo.com/futebol/brasileirao-serie-a/noticia/com-gol-de-trauco-no-ultimo-minuto-fla-empata-com-flu-no-maraca-2-a-2.ghtml

De Futebol

Flamengo finally stopped the bleeding with a 2-0 win over Ponte Preta. Globo Esportes O Campeonato Brasileiro tem uma peculiaridade. As atenções se dividem entre o time de hoje e o que está por vir. Há sempre um reforço por estrear. No imaginário do torcedor, há sempre um time que ainda não existe, mas que pode vir a ser melhor do que aquele que se vê em campo. O Flamengo tem suas apostas: Conca estreou nesta quarta-feira, ainda há Éverton Ribeiro e Rhodolfo. Só que, mais do que reforços, o rubro-negro tinha um estádio por estrear. E ter casa sempre ajuda.

Optou por uma no estilo alçapão, o que acredita-se ter lá a sua serventia. Na Ilha do Urubu, venceu a Ponte Preta por 2 a 0 e resolveu a maior das urgências do momento: ganhar, ainda mais no jogo em que punha a prova sua solução para encerrar a recente sina de time itinerante. Mas também ficou claro ser necessário algo além do alçapão. Para ser consistente, a qualidade de jogo do Flamengo ainda precisa melhorar. Talvez o alívio da vitória crie as condições para o próximo passo.

Sob o ponto de vista das chances concedidas a um rival tímido, devotado à defesa e a esporádicos avanços, o Flamengo fez uma partida segura. Na construção de jogadas, houve longos momentos de pouca imaginação.

Enquanto Vinícius Júnior fez a diferença, o que se sentiu notadamente nos 20 minutos iniciais, o futebol do Flamengo teve algo distinto em relação aos últimos jogos. Depois, tornou-se previsível, com um domínio da bola que, invariavelmente, acabava num cruzamento feito da intermediária, facilitando a defesa.

Sobre Vinícius Júnior, talvez o jogo indique que o déficit que hoje o separa dos jogadores já mais “adultos” seja físico. Porque a forma como deslizou pelo campo no início do jogo chamou atenção. Iluminou o jogo do Flamengo, por vezes na lateral da área, por vezes mais pelo centro, abrindo a defesa da Ponte Preta. Em três cruzamentos dele, originados de lances de virtude individual do jovem, Leandro Damião teve ótimas chances. No último, Aranha evitou o gol.

Aos poucos, o passar dos minutos fez Vinícius perder precisão na execução das jogadas e deixar de levar vantagem no drible. Como se tivesse perdido o frescor do início do jogo. Com a inspiração de sua promessa, foi-se também a inventividade do Flamengo.

Houve momentos em que a Ponte Prata passou a ter a bola e enervar o rubro-negro. A saída de bola com Cuéllar no lugar de Willian Arão não criou mecanismos de fazer o time chegar com qualidade à frente. Márcio Araújo andou assumindo funções mais ofensivas, sem sucesso. Diego chegou a recuar para iniciar os lances, afastando-se da zona ofensiva. A solução só viria num córner, nos acréscimos da primeira etapa, quando Réver cabeceou para a rede.

O gol foi um achado porque clareou o segundo tempo, oferecendo espaços. O Flamengo não chegou a ser uma avalanche de contragolpes, mas como marcava bem e anulava a Ponte Preta, jamais indicou ter a vitória em risco. E ainda permitiu o primeiro passe para gol de Vinícius Júnior, aos 14 minutos. Após uma bola longa que Damião ganhou pelo alto, o menino cruzou na cabeça do centroavante, que fez o 2 a 0.

Alívio na Ilha do Urubu, o que permitiu a Zé Ricardo até dar minutos a Conca: os primeiros 11 minutos do argentino. Não era o Conca habitual, nem poderia. O quanto vai progredir, o futuro dirá. O que será o Flamengo na Ilha, o Flamengo de Éverton Ribeiro, o futuro também dirá. No futebol brasileiro, o futuro é cheio de interrogações.

https://oglobo.globo.com/esportes/flamengo-resolve-urgencia-com-vitoria-na-ilha-mas-ve-questoes-no-futuro-21480883#ixzz4k4UTU6UY

De Futebol

The quarterfinals of the Copa do Brasil are set. Globo Esportes;” Sorteio realizado nesta segunda-feira, na sede da CBF, decidiu os confrontos das quartas de final da Copa do Brasil, que acontece entre 28 de junho e 27 de julho. Flamengo e Botafogo, os cariocas remanescentes na competição, enfrentam Santos e Atlético-MG, respectivamente.

Os outros dois confrontos sorteados nas quartas de final foram Palmeiras x Cruzeiro e Atlético-PR x Grêmio. A ordem dos mandos de campo foi sorteada mais tarde, ao meio-dia desta segunda-feira.

O Flamengo fará o primeiro jogo contra o Santos em casa, e decidirá o mata-mata longe do Rio. Já o Botafogo viaja a Belo Horizonte para o primeiro jogo contra o Atlético-MG e faz a segunda partida no Rio.

Entre os participantes da Copa do Brasil, somente Cruzeiro e Flamengo não terão simultaneamente a disputa das oitavas de final da Taça Libertadores. O time mineiro não se classificou para a competição neste ano, enquanto o rubro-negro carioca foi eliminado na fase de grupos. As oitavas da Libertadores acontecem entre 4 de julho e 10 de agosto.

Veja os confrontos das quartas de final da Copa do Brasil:

*decidem em casa

– Atlético-MG x Botafogo*

– Atlético-PR* x Grêmio

– Flamengo x Santos*

– Palmeiras x Cruzeiro*

https://oglobo.globo.com/esportes/sorteio-da-copa-do-brasil-veja-quais-sao-os-jogos-das-quartas-de-final-21436637#ixzz4jLbZf1tO

De Futebol

Flamengo and Avia tied one all. Boo-Menago is really stinking the joint out. Globo Esportes: “Nem Conca, nem Vinícius Júnior, nem Marquinhos, nem Romulo. Quem se tornou o protagonista do empate entre Avaí e Flamengo em 1 a 1, em Florianópolis, foi o árbitro Paulo Vollkopf. No fim da partida, ele voltou atrás após marcar um pênalti para o time da casa e anulou o lance, o que gerou muita reclamação. A polêmica jogada ofuscou um duelo sem brilho técnico, que teve seu ápice nos gols de Romulo e Leandro Damião – este de bicicleta.

O lance aconteceu aos 34 minutos do segundo tempo. Em contra-ataque do Avaí, Diego Tavares invadiu a área, se enroscou com Everton e caiu. Vollkopf marcou, mas os jogadores do Flamengo reclamaram muito com ele e os auxiliares. Após dois minutos e 20 segundos de paralisação, o árbitro voltou atrás. A revolta foi do lado do Avaí – Marquinhos, já substituído, foi expulsão por reclamação. Segundo o comentarista de arbitragem Paulo César de Oliveira, não houve falta na jogada.

Antes da polêmica, o jogo não empolgou. A entrada de Vinícius surtiu pouco efeito no Flamengo. Além de o garoto ter sentido a exigência física da partida, não teve ajuda. Apesar da proposta de manter a posse de bola, o Rubro-Negro errou passes demais e esteve confuso no ataque.

O Avaí, depois de começar mais cauteloso, percebeu as limitações do adversário e se soltou no fim do primeiro tempo, mas pouco ameaçou o gol de Thiago – Juan e Capa finalizaram de longe, mas sem direção.

O Flamengo voltou para o segundo tempo com Mancuello no lugar de Willian Arão e até deu sinais de que melhoraria – Vinícius assustou em chute logo no primeiro minuto. Porém, a lentidão e falta de criatividade continuaram, e, mesmo com maior posse de bola, os cariocas não ameaçaram.

Atento, o Avaí aproveitou. Aos 10 minutos, em rápido contra-ataque, Willians lançou Romulo, que saiu na cara de Thiago e tocou com categoria para abrir o placar. A reação rubro-negra veio cinco minutos, quando Leandro Damião pegou sobra na área e, numa bela bicicleta, empatou. Depois disso, o jogo voltou ao normal, com muitos erros, até a polêmica do pênalti.

http://globoesporte.globo.com/futebol/brasileirao-serie-a/noticia/avai-e-flamengo-empatam-em-jogo-com-penalti-anulado-por-arbitro.ghtml

De Futebol

Flamengo defeated Atletico-GO 3-0. Globo Esportes: “O Flamengo passou por uma bem-sucedida sessão de análise na noite deste sábado, quando derrotou o Atlético-GO por 3 a 0, no Serra Dourada. O adversário foi o menor dos problemas, assim como o campo encharcado: a incógnita era se o time, abalado pela eliminação da Copa Libertadores, no meio da semana, reencontraria seu futebol e sua alma para o restante do ano. Demorou um pouco, mas, após um primeiro tempo travado, a equipe fez uma bela segunda etapa e saiu com a impressão de estar pronta para seguir em frente.

Sem Guerrero, poupado, o Fla foi a campo com Leandro Damião no comando do ataque. Em seu primeiro jogo de Série A em casa em quatro anos, o time goiano apresentava modificações em relação à desastrosa estreia, quando foi goleado por 4 a 1 pelo Coritiba. Recuada, a equipe do treinador Marcelo Cabo não se arriscava muito: a principal jogada era acionar o gordinho Walter, para que ele encontrasse uma solução ofensiva. Até os 20 minutos, o lance mais impressionante foi o violento choque de cabeças entre Ederson e o zagueiro Ricardo Silva. Os dois sofreram cortes na cabeça, e o jogo ficou cerca de cinco minutos parado.

Na segunda metade do primeiro tempo, o Atlético, apesar da disposição na marcação, afrouxou um pouco a retranca inicial e tentou ir ao ataque com mais gente, abrindo espaço para a equipe carioca. Não foram criadas exatamente chances de gol, mas a bola passou a circular mais entre as duas intermediárias, dando algum alento à torcida presente ao Serra Dourada. Aos 40 minutos, a maior qualidade do Flamengo deu resultado: depois de cruzamento da direita de Gabriel, a bola resvalou na zaga e sobrou para Trauco, que cruzou para a pequena área. Acossado por Leandro Damião, o goleiro Felipe deu rebote, e Éverton fez 1 a 0 para o time carioca.

— Vem todo mundo! — comandou Willian Arão na comemoração, em que os jogadores, demonstrando união (espontaneamente ou não), se aglomeraram em volta do técnico Zé Ricardo.

O Flamengo voltou para o segundo tempo com Rodinei na ponta direita, no lugar do lesionado Éverton, e Gabriel pela esquerda. Em vantagem, o time de Zé Ricardo procurava ficar com a bola e atacar sem precipitação. Do outro lado, o Atlético-GO ensaiava pressionar, mas faltavam qualidade e confiança. À vontade (e empurrado pela animada torcida), o time carioca tocou a bola até encontrar o segundo gol: Trauco cruzou de longe para Arão, com categoria, ajeitar com o peito para Damião, de frente, vencer Felipe e fazer 2 a 0.

Mesmo com as vaias a Matheus Sávio — marcado pela falha no fatídico jogo de quarta-feira, contra o San Lorenzo —, o Flamengo já mostrava ter recuperado a alegria de jogar quando veio o terceiro gol. Em uma jogada com a participação de quase todo o time, o goleiro Felipe fez milagre sob um bombardeio, até que Sávio chutou de longe e, no rebote, o iluminado Rodinei fez mais um.

A última parte do jogo serviu para o Flamengo se divertir: com Vinicius Júnior em campo, o time tocou a bola no ataque, dando mais sustos na já apavorada defesa adversária. O melhor de tudo é que o próximo adversário é o mesmo Atlético-GO, na quarta-feira, pela Copa do Brasil. Santo remédio.

https://oglobo.globo.com/esportes/flamengo-derrota-atletico-go-em-goiania-21371134#ixzz4hkakmxAU

De Futebol

dener-comemora-seu-gol-o-segundo-do-flamengo-na-copinha-1484354582866_615x300

Flamengo defeated Sao Caetano 3-0 to advance in the Copa de Sao Paulo. UOL: Em jogo onde novamente o Flamengo sobrou, venceu o São Caetano por 3 a 0 e avançou para as oitavas de final da Copa São Paulo de Futebol Júnior, a curiosidade ficou por conta do sumiço de bolas ao longo da partida.

De acordo com a reportagem do Sportv, um gandula relatou que no início do duelo, eles tinham sete bolas. Conforme o jogo foi se desenrolando e as bolas foram para a arquibancada, os torcedores não a devolveram e, no fim, somente três sobraram.

No primeiro tempo, o Rubro-Negro dominou as ações e só não fez mais gols por conta da bela atuação do goleiro Wagner, do São Caetano, que executou belas defesas.

Os cariocas abriram o placar aos 9 minutos com um belíssimo chute de fora da área e de primeira de Jean Lucas, que diz se inspirar no francês Pogba, do Manchester United (ING).

Na etapa final, após escanteio cobrado pelo badalado Vinícius Júnior, Dener, de cabeça, ampliou.

Já nos acréscimos, o São Caetano chegou a assustar com uma bola na trave, mas aos 47, Jardel aproveitou o bate e rebate da zaga e, de voleio, fechou o caixão.

Nas oitavas de final, o Flamengo fará um clássico com o Cruzeiro.

http://esporte.uol.com.br/futebol/campeonatos/copa-sao-paulo/ultimas-noticias/2017/01/13/fla-sobra-novamente-vence-sao-caetano-e-avanca-na-copinha.htm

De Futebol

guerrero-abre-o-placar-para-o-flamengo-contra-o-santos-1480276311074_615x300

Flamengo defeated Santos 2-0 to jump into second place with 70 points. Pexie is third with 68.

UOL: O Flamengo só depende de suas forças para ficar com o vice-campeonato brasileiro de 2016. O time carioca levou a melhor sobre o Santos na tarde deste domingo, no Maracanã, venceu o duelo da 37ª rodada da Série A por 2 a 0 com gols de Guerrero e Diego e agora só precisa de uma vitória para garantir o segundo lugar da competição nacional.

A vitória leva o Flamengo a 70 pontos, contra 68 do Santos, que cai para terceiro. Quem ficar com o vice-campeonato terá em seus cofres R$ 3,4 milhões a mais na conta, já que o segundo colocado leva R$ 10,7 milhões, enquanto o terceiro fatura R$ 7,3 milhões.

Na última rodada, porém, o Santos, teoricamente, terá vida mais fácil que a do Flamengo. Enquanto o time da Vila Belmiro recebe o já rebaixado América-MG, o Flamengo visita o Atlético-PR, melhor mandante do Brasileiro e que ainda briga por Libertadores, na Arena da Baixada. Os jogos, assim como todos da 38ª rodada, acontecem às 17h do próximo domingo.

Um gol de Guerrero – aproveitando saída errada do Santos –  logo aos 4min deixou não só o Maracanã em festa, mas principalmente o Allianz Parque, já que o gol do atacante rubro-negro deixava o Palmeiras ainda mais perto do título brasileiro. Para evitar a taça palmeirense, o Santos precisava então de pelo menos dois gols, que não vieram. A festa ficou completa, nos dois estádios, com o golaço de Diego já aos 39min do segundo tempo.

Flamengo melhor. Santos tem a bola, mas não produz

Apesar de ficar com a bola a maior parte do jogo, o Santos pouco produziu. O Flamengo, por sua vez, desde o apito inicial foi mais perigoso, especialmente aproveitando a velocidade nos contra-ataques. Dorival Júnior tentou deixar o time mais criativo, colocando Léo Cittadini e depois o prata da casa Arthur Gomes. Mas não adiantou.

Diego atuou pela primeira vez contra o Santos desde que deixou o clube da Vila Belmiro, em 2004, para se transferir para o Porto, de Portugal. E não decepcionou. O meia chamou o jogo, apareceu bem na maioria dos ataques, foi alvo de várias faltas santistas e, já no fim, marcou um golaço.

Quem foi mal: Vitor Bueno

Desde que se recuperou de uma lesão muscular na coxa, Vitor Bueno ainda não conseguiu reencontrar o bom futebol. Discreto, acabou substituído no início do segundo tempo.

rever-abraca-diego-apos-meia-marcar-para-o-flamengo-diante-do-santos-1480281331405_615x300

Rafael Vaz chora após ser substituído

O zagueiro flamenguista sofreu uma falta de Ricardo Oliveira logo no começo do segundo tempo, caiu de mau jeito e precisou ser substituído com dores no ombro. Ele recebeu tratamento imediato no banco de reservas, foi imobilizado e seguiu para o vestiário chorando.

Garantido no G-3

Com a vitória do Flamengo e a derrota do Atlético-MG para o São Paulo, o time carioca se garantiu ao menos no G-3 do Campeonato Brasileiro. Com isso, entrará na próxima Libertadores, assim como o Santos, já na fase de grupos.

Primeira vitória no Maracanã em 2016

Depois de três tropeços consecutivos dentro do Maracanã (empates contra Corinthians, Botafogo e Coritiba), o Flamengo enfim voltou a vencer em seu estádio.

Juiz ‘caseiro’ segue invicto para os mandantes

Ainda antes da partida, o Santos se mostrou preocupado com a escalação do árbitro Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO) para a partida deste domingo. Isso porque, até então, nenhum time visitante havia vencido em jogos apitados por ele: eram cinco vitórias dos anfitriões e dois empates. E a história se repetiu no Maracanã, com mais um triunfo do time mandante.

http://esporte.uol.com.br/futebol/campeonatos/brasileiro/serie-a/ultimas-noticias/2016/11/27/flamengo-x-santos.htm