De Futebol

Boo-Mengao dropped to fifth place with a 2-0 loss to Vitoria. The guys have 29 points. Flamengo has two straight losses.

Globo Esportes:” A formação era nova, com Geuvânio na vaga de Marcio Araújo e apenas Willian Arão de volante. Os erros, porém, foram os mesmos das últimas partidas: falta de precisão na hora de finalizar e vulnerabilidade defensiva – sem falar nas falhas individuais, que voltaram a surgir na figura do próprio Arão. A derrota por 2 a 0 para o Vitória, em plena Ilha do Urubu, no jogo das 11h deste domingo, pode fazer o Flamengo perder mais uma posição na tabela, caindo para o sexto lugar, dependendo do placar do duelo entre Cruzeiro e Botafogo. Com apenas uma vitória nos últimos sete jogos no Brasileirão, o técnico Zé Ricardo – chamado de burro durante boa parte da partida – encontra-se mais pressionado do que nunca à frente da equipe.

A escalação ofensiva até pareceu que poderia surtir efeito nos primeiros minutos do confronto. Primeiro, Fernando Miguel espalmou para escanteio após finalização de Felipe Vizeu, substituto de Guerrero, ainda lesionado. Pouco depois, Diego bateu falta no contrapé do goleiro e quase abriu o placar. Aos 23min, Vizeu voltou a assustar, mas chegou atrasado após bola centrada por Everton. Na sequência, o mesmo Vizeu, sozinho, bateu nas mãos do arqueiro do Vitória.

Gradativamente, enquanto o Flamengo diminuía o ritmo, os visitantes passaram a arriscar algumas subidas ao ataque. O castigo veio na reta final do primeiro tempo, com direito a lambança de Willian Arão. O volante cortou cruzamento nos pés de Yago, que abriu para o pé direito e soltou uma bomba no ângulo, sem chance para Diego Alves. Golaço!

Apesar da derrota, Zé Ricardo voltou do intervalo sem mexer no time. Aos 15min, atendendo aos pedidos da torcida, Berrío entrou na vaga de Geuvânio. Quatro minutos depois, Réver tocou em Tréllez por trás dentro da área e a arbitragem marcou pênalti duvidoso. Diego Alves, que já pegou cobranças de Messi e Cristiano Ronaldo quando atuava na Europa, foi deslocado com classe por Neilton, jogador de bem menos grife.

Daí em diante, sem esboçar reação, o Flamengo ainda viu o Vitória acertar a trave nos últimos minutos. Das arquibancadas, veio o termômetro da insatisfação do torcedor. Além do “Fora Zé Ricardo”, sobrou para o presidente do clube, Eduardo Bandeira de Mello, e até para Diego, vaiado pela primeira vez vestindo a camisa rubro-negra – ainda que aplausos tenham silenciado o apupo em seguida.

– É muito difícil passar por isso. Não tem essa de idade, de experiência. Mas não tenho do que reclamar da torcida do Flamengo. Vou trabalhar para voltar a dar alegrias pra eles, até porque quem mais sente sou eu – disse o meia depois do jogo.

Diego também comentou o desempenho recente da equipe, assim como a situação de Zé Ricardo à frente do Rubro-Negro.

– Sem dúvida é um momento muito difícil, crítico. A equipe tem buscado, mas não tem sido eficiente na hora de fazer o gol e decidir a partida. É momento de refletir e trabalhar muito, para as coisas retomarem o caminho certo. A verdade é que nos gostaríamos de estar fazendo mais até pelo Zé. É um cara com caráter excelente. Nós perdemos todos. Ele tem feito a parte dele, e nós temos a nossa responsabilidade.

https://oglobo.globo.com/esportes/flamengo-perde-para-vitoria-pressao-sobre-ze-ricardo-aumenta-21675316#ixzz4p0vdLuCE