De Futebol

Toons are back in the EPL after winning the Championship League.

The Daily Mail. “Dwight Gayle has labelled winning the Sky Bet Championship title with Newcastle one of the biggest achievements of his career to date.

The Magpies have spent much of the season being criticised by some for not running away with the division as they fought for a way back into the Premier League, a charge fiercely defended by manager Rafael Benitez.

However, it was all smiles on Tyneside on Sunday afternoon when a 3-0 victory over Barnsley coupled with Brighton’s 1-1 draw at Aston Villa handed striker Gayle and his team-mates, who had already secured their number one objective of promotion, the trophy.

Asked if it was his biggest achievement, the £10million summer signing from Crystal Palace said: ‘I’d definitely say it’s up there.

‘It’s my favourite season and my favourite end to a season. I was saying to a few of the boys, “You’re going to remember this for the rest of your lives”.

‘Winning things is the most important thing and the fact that we won the Championship is a great achievement. We’re all buzzing about it

‘It was a fantastic day for us. The fact that we managed to do it in the end was a great feeling. It was a big thing for the players, the coaching staff and the fans as well.

‘We’re thankful for the fans and the way they’ve turned up in numbers home and away. We’re glad we got there.’

Gayle’s goals have been a major factor in Newcastle’s instant return to the big time and only persistent hamstring problems prevented him from mounting a sustained challenge for the title of the division’s top scorer.

However, the 26-year-old played a late cameo against Barnsley, coming off the bench to score the final goal and his 23rd of the season seconds before news of Villa’s equaliser filtered through to the stands.

He said: ‘The most important thing for us was to get back up, but you have your personal targets and I reached that. Hopefully, I can push on for next season.

‘I’ve had some bad times with my hamstrings and it was probably best for me to just sit it out, but obviously I always want to be playing and to miss this last day would have been gutting.

‘I’ve been doing as much as I can and the physio team have been helping me. I’m glad I got the last 10 minutes of the game.’

http://www.dailymail.co.uk/sport/football/article-4486334/Newcastle-buzzing-winning-Championship-Gayle.html#ixzz4gb6wAjsz

De Futebol

Flamengo jumped to the head of the class in Group D with a 3-1 win over Universidad Católica.

Globo Esportes: “A noite poderia ter sido um pouco melhor para o Flamengo, mas não dá para reclamar. O resultado em Curitiba, uma vitória do San Lorenzo por 3 a 0 sobre o Atlético-PR, impediu uma classificação nesta quarta-feira. Ainda assim, no Maracanã, o rubro-negro superou um jogo com muita tensão para vencer a Universidad Católica por 3 a 1, com gol decisivo de Guerrero. Com os resultados, todos os times chegarão vivos à última rodada, no dia 17. Líder com 9 pontos, o Flamengo vai enfrentar o San Lorenzo (7), em Buenos Aires, e pode até perder desde que o Atlético-PR (7) não vença o Universidad Católica (5), no Chile.

Quando entrou em em campo com uma bonita recepção de sua torcida, o Atlético-PR já perdia por 1 a 0, na Arena da Baixada. No gramado do Maracanã, que estava longe das melhores condições, o rubro-negro corria riscos para sair com a vitória. Contando com Guerrero em boa fase, o time conseguiu superar o primeiro tempo pouco inspirado de Gabriel, Mancuello e Everton e levou bastante perigo, mas o gol não

A primeira chance de Guerrero foi aos 12, numa falta bem batida em que a bola passou e menos de meio metro da trave esquerda do goleiro Toselli, que apenas olhou. Cinco minutos depois, a bola sobrou para o camisa 9 fora da área, que chutou forte. A bola desviou em um adversário e passou mais uma vez à esquerda. Aos 21, o peruano desperdiçou a melhor chance do Flamengo ao receber sozinho de Willian Arão na entrada da área e chutar em cima do goleiro.

O jogo não era um treino de ataque contra defesa. Muito pelo contrário. Na medida que levava perigo, o rubro-negro cedia espaço. Aos 19, num lance em que Rafael Vaz e Trauco falharam, Maripán deu um toque para Fuenzalida avançar livre na área. O jogador perdeu uma chance claríssima diante de Muralha já caído ao chutar à esquerda do gol.

Entre sustos na defesa e no ataque, a torcida do Flamengo tentava empurrar a equipe, que sentia falta da criatividade. Enquanto isso, a defesa batia cabeça, como em erro banal de saída de bola de Réver. Aos 33, Muralha espalmou um chute de Noir e, na sequência, Buonanotte cruzou e Santiago Silva fez falta em Réver na perigosa disputa pelo alto.

Na volta para o segundo tempo, Zé Ricardo fez sua primeira troca. Mancuello saiu para a entrada de Rodinei, que entrou no meio. A substituição demoraria pouco para mostrar resultado. Aos 5, após cobrança de Guerrero na barreira, a bola sobrou para Rodinei, sozinho, chutar de pé esquerdo e estufar a rede para imensa alergia e alívio da torcida. Aos 18, num volteio, Guerrero quase ampliou. A bola quicou e passou por cima do travessão. O estádio vivia uma grande festa.

Quando tudo parecia mais tranquilo em campo, uma jogada de pé em pé da Universidad Católica mudou o cenário no Maracanã. Pela direita, Fuenzalida cruzou na área, Rafael Vaz tentou cortar e Santiago Silva se antecipou a Réver para cabecear empatar aos 18 minutos. Fez-se então o silêncio.

Quando o cenário já era de extrema preocupação, o melhor jogador rubro-negro em campo fez a diferença. Aos 28, Guerrero recebeu de Pará e, numa finalização difícil, encontrou um espaço entre as penas de Parot para chutar. Toselli não alcançou a bola que balançou a rede para novo — e definitivo — alívio da torcida e do artilheiro.

No fim do jogo, o rubro-negro ainda ampliou aos 41. Num lance de persistência, Trauco chutou, a bola bateu na trave e, na volta, ganhou dividia para ter nova oportunidade de chutar e, dessa vez, ampliar para finalizar uma missão que não permitia vacilos: vencer em casa.

https://oglobo.globo.com/esportes/flamengo-derrota-universidad-catolica-fica-um-empate-da-vaga-21292520#ixzz4g8HPyXQ6