De Futebol

Flamengo blew out Portuguesa 5-1 in the Taca Rio.

O’Globo wrote:” Mesmo com time totalmente reserva, o Flamengo não teve dificuldade para vencer a Portuguesa por 5 a 1 em Volta Redonda, neste sábado, na estreia da Taça Rio. O abismo financeiro — e consequentemente técnico — entre as equipes ajuda a explicar o resultado. Mas a verdade é que, além da facilidade óbvia, o empenho de alguns jogadores fazia a partida de ontem parecer uma seletiva do time que entrará em campo pela Libertadores na próxima quarta, contra a Universidad Católica (CHI), fora de casa.

Tome-se o exemplo de Márcio Araújo: com apenas 15 minutos, o volante criticado por deficiências na armação de jogo já tinha avançado até a entrada da área em tabelas curtas com Matheus Sávio e Gabriel, exigindo grande defesa de Luciano. Quando cometeu uma falta no lance seguinte, a expressão de descontentamento consigo mesmo indicava uma autocobrança incomum para um jogo tranquilo de Taça Rio.

A Portuguesa não era um adversário dos mais fortes: não venceu na Taça Guanabara e foi a penúltima em pontuação. O próprio volante Muniz, bastante sincero, reconheceu que o Flamengo “jogou como quis” quando entrevistado na saída para o intervalo.

Leandro Damião, que não tinha nada a ver com isso, aproveitou para em um único jogo dobrar seus números no Flamengo. Tinha marcado três gols pelo rubro-negro até então, e saiu de campo com seis.

CHUVA DE DAMIÃO

Antes de abrir a contagem, aos 19 minutos de jogo, Damião já tinha passado perto em uma finalização rasteira e em cabeçada que tirou tinta do travessão. Quando o veterano zagueiro Juan, ontem capitão, descolou passe de calcanhar após cobrança de escanteio, Damião fez bem a parede contra o zagueiro Pessanha, girou e chutou no canto. Exceto pela conclusão aos trancos e barrancos, a execução saiu como se testada em um treino.

Aos 31, o lateral-direito Rodinei cruzou de canhota e Damião apareceu livre para cabecear e estufar a rede mais uma vez. A Portuguesa tentou voltar para o jogo aos 33, quando o zagueiro Marcão, também de cabeça, surpreendeu a zaga rubro-negra e descontou. Mas a noite era mesmo de Damião: aos 35, ele criou boa chance para Vizeu e marcou, no rebote, seu terceiro gol.

— Meus companheiros finalizaram bastante. Fico feliz. É um grupo qualificado, todos se ajudam — disse Damião.

JUAN DESENCANTA

No segundo tempo, foi a vez de Juan desencantar. Se já tinha dado assistência para Damião, desta vez o zagueiro fez as vezes de artilheiro: após cruzamento de Matheus Sávio, subiu mais que toda a zaga e deixou o seu gol, de cabeça.

Depois do quarto gol, o Flamengo diminuiu o ritmo e a torcida pediu Berrío. O colombiano entrou no lugar de Damião e, lançado aos 45, sofreu falta do goleiro Luciano, que foi expulso. O atacante Fabiano Oliveira, ex-Flamengo, foi para o gol e apenas olhou a cobrança de falta de Lucas Paquetá entrar no ângulo.

Apesar da goleada, é difícil que Zé Ricardo mude o time titular para o jogo contra a Católica. Enquanto os reservas jogavam em Volta Redonda, os titulares treinavam e descansavam no Rio pensando justamente na Libertadores. A delegação rubro-negra viaja nesta segunda-feira para Santiago.

http://oglobo.globo.com/esportes/com-reservas-flamengo-mostra-servico-goleia-portuguesa-21048199#ixzz4b9AZrPv8

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s